O departamento de Gestão de Pessoas é um dos mais importantes para uma organização. Esse setor é responsável por administrar o capital humano da empresa, aplicando técnicas e práticas em benefício dos seus colaboradores. Gerir pessoas não é uma tarefa fácil, mas existem cursos online que podem te ajudar a facilitar essa complicada missão. 

Os funcionários podem determinar a qualidade de um produto ou serviço da empresa. Por esse motivo, o gestor de pessoas deve estar atualizado e atento a fundamentos essenciais para compor a sua equipe de colaboradores.

Um bom gestor deve saber lidar com diferentes situações. É indispensável que seja flexível, pois precisa assumir um papel de liderança, e algumas das competências de um líder, é saber ouvir e estar aberto a sugestões, ser, sobretudo, resiliente, pois necessita estar pronto para enfrentar condições de crises e dificuldades em sua equipe. É  preciso ser hábil, criativo, comprometido, saber falar, mas principalmente ouvir. Ser ético e inspirador.

Você pretende melhorar a comunicação com seus colaboradores? Almeja tornar-se um grande líder e impulsionar os seus funcionários em busca do sucesso? Quer entender e conhecer as melhores estratégias para selecionar pessoas

Nesse artigo você encontrará 5 dicas que podem auxiliar você gestor, ou futuro gestor, a se tornar o melhor profissional da área. Você irá encontrar razões para ser um bom líder, vai saber identificar as habilidades de um colaborador e o motivo de valorizá-lo, além de compreender como manter o foco em um momento de crise. Portanto, acompanhe essas dicas e saiba mais: 

1. Seja observador

Uma das características de uma boa liderança é a capacidade de observar. Quando passa-se a conhecer as limitações de uma equipe, se torna mais fácil explorar as habilidades e distribuir as tarefas. As técnicas de liderança, devem ser iniciadas no momento da seleção e recrutamento para novos cargos da empresa.

Saber analisar a postura de um futuro colaborador facilitará no instante da escolha para um cargo. Vivemos em um período em que tudo deve ser feito de forma rápida e eficaz, com o objetivo de maximizar os processos da empresa. Por tanto, o recrutamento de pessoas capazes de colaborar, não só com a produção, mas também com a produtividade da organização, pode evitar problemas que interfiram na melhoria contínuo dos processos.

A contratação de novos membros para a equipe exige grande atenção. É de extrema importância a escolha das melhores estratégias para selecionar e recrutar pessoas para a organização. A seleção de perguntas ou dinâmicas para a entrevista irá ajudar no momento de observação. Além de estudar as respostas do candidato, é importante analisar a sua postura diante de perguntas que o faça sair de sua zona de conforto, ou seja, além da capacidade de dialogar é importante observar a linguagem corporal.

A princípio, adotar essas estratégias pode parecer complicado, mas, felizmente, o Curso Online Gestão de Pessoas - Fundamentos Essenciais pode te ajudar a compreender melhor técnicas de seleção e análise de postura, além de muitos outros conteúdos que também serão abordados neste artigo. Continue lendo para saber mais sobre: motivação, liderança, gestão por competência e como manter o foco em tempos de crise.

Cursos relacionados que podem te interessar:

2. Incentive os seus funcionários

Pesquisas mostram que funcionários motivados produzem muito mais. Proporcionar qualidade de vida é dar aos colaboradores a garantia de bem-estar no ambiente corporativo. O nível de satisfação de uma pessoa, pode interferir diretamente na produtividade de uma organização, na qualidade de seus produtos e/ou serviços oferecidos aos clientes.

O primeiro passo para motivar um funcionário é familiarizá-lo com a missão, visão e os valores da empresa. Ele precisa saber onde a organização quer chegar e o que é esperado dos seus serviços como colaborador. É preciso disponibilizar ferramentas que o ajude a exercer a sua função, como treinamento e qualificação. Distribua tarefas que o faça se sentir útil e ativo. Estabeleça metas objetivas e o recompense por atingir os resultados esperados. Parabenizá-lo na frente de outros funcionários, faz com que ele se sinta visto e incentiva outros a buscar pelos mesmos efeitos. Celebre o sucesso e monte uma equipe vitoriosa. 

A motivação está ligada muito mais a aspectos emocionais, do que a financeiros. Por tanto, dar um feedback, promover um ambiente confortável e descontraído, oferecer oportunidade de crescimento, de reparar erros e de dar ideias, além de treinamento e qualificação, vai satisfazer o seu funcionário a longo prazo, à medida que a recompensa financeira têm êxito a curto prazo. Vamos dizer que: o aumento de salário é apenas um incentivo momentâneo, pois depois de um tempo, se por algum motivo o seu funcionário não estiver satisfeito com o ambiente em que trabalha, ele irá procurar um aumento salarial que o faça tolerar toda a carga de trabalho.

Sendo assim, recompensas que mostram que a empresa está notando e valorizando esse colaborador, fará com que ele "vista a camisa" da organização, disposto a dar tudo de si para o crescimento da mesma. Por consequência, esta valorização reduz a rotatividade que, se ocorrer em grande taxa, pode provocar um grande prejuízo

A rotatividade, ou turnover, indica a saída e entrada de funcionários. Quando essa movimentação acontece em grandes escalas é hora da empresa se preocupar. O motivo é que isso indica que os colaboradores não estão satisfeitos, por algum motivo, com o ambiente de trabalho, seja por não concordarem com as políticas ou por não estarem se sentindo valorizados.

Contratar novos funcionários, gera gastos, pois é necessário investir em treinamentos e qualificação, além da perda de tempo para promover uma chamada de seleção, organizar entrevistas e passar por todo o processo de contratação. Imagina quando você tem que fazer isso várias vezes? Quanto será gasto repetindo as mesmas ações? Quando se tem um funcionário por muito tempo trabalhando, também terá gastos, mas são relativamente menores, porque ele já conhece as políticas, já está treinado e qualificado e, se motivado, irá produzir cada vez mais, gerando ainda mais resultados positivos para a empresa.

3. Seja um líder e não um chefe

Você provavelmente já ouviu muito essa frase: "seja um líder e não um chefe". Mas você sabe qual a diferença entre eles?

O chefe tem propensão a ser autoritário, uma vez que sua função é comandar. O seu objetivo principal é o lucro. Ele paga pessoas para cumprir metas e alcançar os resultados esperados. Logo, em sua visão, o funcionário deve cumprir com sua obrigações acima de tudo, afinal ele está pagando por isso. O problema é que o colaborador pode se sentir retraído e nada valorizado.

O líder, por sua vez, inspira as pessoas. Ele busca diferentes formas de impulsionar os seus liderados rumo ao sucesso. Além de repassar os seus conhecimentos, ele traz segurança à equipe, aumenta as expectativas, recompensa por bons resultados, desafia as pessoas a colocarem suas habilidades em prática com o objetivo de cumprir metas, para assim alcançar melhores ganhos. As consequências disso? São funcionários motivados, com mais vontade de trabalhar e dispostos a "vestir a camisa".

Portanto, qual você prefere ser: um líder ou um chefe?

Ser chefe não é uma tarefa fácil. Ser líder é algo mais difícil ainda, pois é necessário está inclinado a escutar e ajudar, reconhecer esforços, estar aberto a novos conhecimentos, ensinar e aprender, dar e pedir conselhos, encarar os problemas de frente, assumir as responsabilidades e conduzir as pessoas rumo a uma linha de sucesso. Mas, todo esse esforço, irá gerar grandes resultados, minimizar erros e aumentar a produtividade.

Lidar com pessoas não é uma tarefa fácil, mas o líder precisa está atento e zelar por cada um dos membros de sua equipe. Um líder deve ser uma figura que sirva de exemplo para todos os seus liderados, de forma que eles fiquem satisfeitos e motivados a continuar buscando por resultados, crescendo junto com a empresa, ajudando um ao outro a traçar caminhos grandiosos. Dessa forma, todos saem ganhando. Opte por ser um líder em vez de um chefe, você não vai querer funcionários desmotivados que não querem trabalhar e não ligam para o futuro da empresa.

Você acha que não é um bom líder? procure, então, por cursos online que irão aumentar ou instigar as suas habilidade de liderança. Todo esforço vale a pena, só é preciso acreditar, pois "se você pode sonhar, você pode fazer" (Walt disney).

4. Saiba identificar as habilidades de cada colaborador

Saber onde cada funcionário se encaixa dentro da empresa é algo desafiador, porém necessário. Determinadas funções exigem habilidades diferentes. Colocar uma pessoa que não possui um conjunto de conhecimentos, habilidades e atitudes necessárias para um cargo, pode acarretar em um desgaste físico e psicológico, que por sua vez irá diminuir a capacidade produtiva da empresa.

Colocar mais de uma pessoa com características semelhantes colaborando juntas, pode colaborar com o aumento da produtividade, maximizando o tempo. Indivíduos com opiniões, competências ou um modo de trabalhar muito diferente, pode gerar conflitos, por outro, lado aumenta a diversidade de ideias, mas é necessário observar e monitorar com mais atenção, evitando que aconteça problemas.

Adotar estratégias de gestão por competência pode ajudar quando o assunto é identificar habilidades. Mas o que é Gestão por Competência?

Basicamente, é encontrar quais são as competências necessárias para determinado cargo dentro da empresa. Dessa forma, o gestor deve estudar e avaliar as habilidades e conhecimentos de seus funcionários para cada uma dessas atribuições, escolhendo colaboradores capacitados para cada função, permitindo a partir desse ponto, explorar e desenvolver cada vez mais suas habilidades.

Essa avaliação, permite que o gestor identifique pontos fortes e fracos de seus funcionários, aumentando as chances de fazer escolhas assertivas, além de melhorar o desempenho e fortalecer os resultados de ambas as partes.

Podemos usar como exemplo uma pessoa que seja introvertida e outra que seja extrovertida. Você, gestor, pode atribuir ao funcionário mais acanhado, atividades que o permita se concentrar mais. Geralmente essas pessoas possuem alta habilidade com a escrita e são mais propensas a identificar erros. Já o funcionário extrovertido é mais comunicativo, capaz de desenvolver tarefas que exijam maiores habilidade em oratória e interação com pessoas, são ótimos para as áreas como o Marketing, por exemplo.

Os certificados do Enfoque Capacitação podem ser usados para:


Prova de Títulos em Concursos Públicos

Horas complementares para faculdades

Complemento de horas para cursos técnicos

Progressão de carreira em empresas

Turbinar seu currículo

Revolucionar sua vida profissional e acadêmica

5. Mantenha o foco em momentos de crise

As crises são como assombrações dentro de uma empresa. Aumenta a insegurança, além de aumentar as chances de possíveis demissões em massa. Isso pode provocar uma hesitação, que consequentemente diminuirá a produtividade, além do aumento de estresse físico e emocional dos funcionários que se sentem ameaçados pela crise. Segundo dados do IBGE, entre junho e agosto de 2016, por consequência da instabilidade econômica que atingiu o Brasil, foram contabilizados cerca de 12 milhões de desempregados. Uma alta de 36,6% em comparação com o mesmo período do ano de 2015.

Mas como manter o foco e gerenciar o seu colaborador diante de um ambiente cheio de incertezas?

As crises podem aparecer a qualquer momento durante certo tempo da empresa no mercado, seja crises internas ou externas. É dever dos gestores saber lidar com essas situações, até que tudo seja normalizado e as medidas necessárias tomadas.

Especialistas apontam que, reunir a equipe e deixar claro sobre a atual circunstância, pode fazer com que os funcionário se sintam respeitados. Acima de tudo, o gestor deve transmitir segurança e apoiar seus colaboradores. Demonstrar insegurança, vai fazer com que todos se sintam pessimistas. Não se deve mentir e dizer que está tudo bem, seja claro, diga que estão passando por problemas, mas que medidas estão sendo tomadas para passar por cima das dificuldades e que a empresa necessita da colaboração de todos.

Reunir a equipe e pedir ideias para solucionar os problemas,  também pode motivá-los a continuar lutando pela organização. Um bom gestor sabe organizar as ideias e filtrar as mais importantes e as que realmente darão algum retorno.

Então, as dicas ajudaram você a entender um pouco mais sobre o mercado e como se tornar o melhor gestor de pessoas? Para te ajudar ainda mais, faça agora mesmo a sua matrícula no Enfoque Capacitação e tenha acesso a vários cursos online. Além disso, entenda como funciona o nosso portal e invista em seu futuro.