Se você está procurando mais informações sobre o lúdico na educação infantil e como ele pode contribuir para a sua prática de ensino, você está no lugar certo!

As atividades lúdicas fazem parte da nossa vida desde quando somos pequenos. Além de serem divertidas, elas podem ser incluídas na sala de aula para que o conhecimento seja trabalhado de maneira agradável.

Hoje, com o crescimento da violência e o modo de vida turbulento por conta das responsabilidades dos pais, sobrou pouco espaço destinado à brincadeira na infância. Consequentemente, vemos crianças expostas por longos períodos no computador, no celular ou na televisão, deixando de correr e brincar ao ar livre. 

Para manter o equilibrio, o ideal é controlar o tempo que a criança fica com os recursos digitais, assim sobram momentos livres para soltar a imaginação e se divertir com os amigos. A escola também pode ser um ambiente estimulador da ludicidade, favorecendo o desenvolvimento de habilidades de interação, a tomada de decisão e a capacidade de resolver problemas.

Para conhecer melhor sobre o lúdico, que tal fazer um curso online? Aqui no Enfoque Capacitação recomendamos o curso online Ludicidade que pode trazer ainda mais informações valiosas para o seu dia a dia escolar.

Enquanto isso, vamos saber mais sobre a importância da brincadeira nesse artigo?

As brincadeiras e o desenvolvimento da coordenação motora em atividades lúdicas

Sabemos que a brincadeira é muito importante para o desenvolvimento infantil e pode ajudar muito na aquisição da coordenação motora. Estimular as crianças por meio dos jogos lúdicos também colabora com a interação com o outro, com a expressividade e com o relacionamento em grupo.

No lúdico, aprendemos quais são as regras do jogo e como se colocar no lugar do colega, o que traz bastante crescimento individual. Além de todos esses benefícios, as brincadeiras são fundamentais para o exercício da coordenação e conhecimento do própio corpo.

O desenvolvimento motor envolve os músculos, o cérebro e as articulações ao mesmo tempo quando nos movimentamos. Na coordenação motora fina, a criança consegue desenhar, recortar, amarrar o cadarço e realizar ações delicadas. Já a coordenação motora grossa envolve pular, correr, descer/subir, entre outros.

Conforme as crianças vão crescendo, essa habilidade é desenvolvida. Veja abaixo como ocorre esse aprendizado:

  • Dois meses: Vira a cabeça para acompanhar alguém e junta as mãos.
  • Quatro meses: Consegue ficar sentada com a cabeça firme e agarra objetos.
  • Seis meses: Levanta os braços para pedir colo, consegue pegar a comida e levar à boca, começa a se sentar sozinha.
  • Nove meses: Aprende a engatinhar, fica de pé com alguém segurando e se senta sem ajuda.
  • De um a dois anos: Consegue andar/correr, coloca os blocos empilhados, rabisca o papel.
  • Dois a três anos: faz traços com o giz, fica em um pé só por segundos, brinca com o triciclo.
  • Três a seis anos: Consegue copiar formas, aprende a escrever o nome, pula e fica em um pé só, aprende a andar de bicicleta.

Algumas brincadeiras podem ajudar nesse processo. Vamos conhecer algumas?

  • Brincar de massinha.
  • Rasgar e amassar papel.
  • Fazer pintura com guache.
  • Aprender dobraduras.
  • Brincar com a bola.
  • Desafiar a se equilibrar em um pé só.
  • Recortar figuras.
  • Brincar com dedoches.
  • Folhear livros.
  • Desenhar formas geométricas.

Gostou das sugestões que demos aqui? Aproveite as dicas que mostramos e brinque bastante com a criança para que ela consiga desenvolver a coordenação motora. Outra maneira de saber mais sobre esse tema é realizando o curso online Ludicidade, nele você pode aprender diversas dicas de como trabalhar com seus alunos.

Cursos relacionados que podem te interessar:

A importância dos jogos e brincadeiras

Os jogos e brincadeiras são importantes em qualquer fase da vida, tanto na infância quanto na fase adulta os benefícios que o lúdico pode trazer são muitos. Quando a criança brinca, ela pode se expressar, entrar em contato com outras pessoas, além de aprender a ganhar e perder. Já na fase adulta, a brincadeira pode trazer leveza para os dias estressantes e ser uma ótima maneira de extravasar.

As atividades lúdicas trabalham diversos aspectos do cognitivo, do emocional e do físico, além de trazer habilidades que são levadas para a vida toda, como: autoconhecimento, socialização e muitas outras.

Vale lembrar que a criança precisa ter liberdade para escolher o seu brinquedo. Escolas que definem alguns jogos como sendo de menino ou de menina limitam o pensamento sobre o brincar.

Para Kishimoto, a escola precisa proporcionar espaços e diversos materiais para enriquecer o lúdico. A autora também fala sobre como a escola precisa fornecer um ambiente adequado e que favoreça a brincadeira, pois somente com mesas e cadeiras, o espaço fica reduzido. Além disso, é necessário refletir sobre o lúdico na educação infantil como algo fundamental para o desenvolvimento e não como um exercício para preencher os horários livres.

O professor que procura novos conhecimentos consegue trabalhar de maneira mais tranquila em sala de aula, para isso o curso online Ludicidade pode ser uma ótima forma de adquirir novos saberes. Afinal, poder estudar onde e como você quiser com um curso online é muito vantajoso, pois essa modalidade é muito acessível.

Na sala de aula, é recomendado que educadores incluam o tempo para brincar durante as aulas. Especialmente na educação infantil, incluir os jogos lúdicos pode motivar os alunos e criar um ambiente receptivo.

Hoje, com o avanço tecnológico, os jogos eletrônicos cada vez mais fazem parte do cotidiano da criança, mas é preciso utilizá-los de maneira saudável. Sabemos que cada vez mais os jovens procuram nos games uma forma de se divertir e para que essa prática não se torne prejudicial, é necessário estabelecer um equilíbrio.

Todos esses aspectos mencionados acima podem ser vistos no curso de Educação Infantil, que traz diversos conhecimentos relevantes para quem deseja atuar nessa área. Além disso, o curso online pode ser feito no seu celular, smartphone ou tablet.

atividades lúdicas

Os jogos no ensino da matemática

A matemática é uma disciplina que, muitas vezes, gera receio entre os alunos e isso acontece porque é muito comum o professor utilizar o método de ensino tradicional na escola. Geralmente, o conteúdo é escrito na lousa e os alunos precisam copiá-lo no caderno. Dessa forma, quem não consegue aprender fica desestimulado, achando que a matemática é difícil ou não serve para ele.

Hoje, existem muitas pesquisas que mostram os benefícios de se utilizar novas metodologias de ensino, considerando o aluno parte fundamental para o processo de construção do saber e não apenas sujeito passivo. Pensando nisso, os jogos no ensino da matemática são uma ótima opção para trabalhar diversos conceitos, fazendo com que os alunos participem do processo de ensino aprendizagem.

Especialmente com as crianças, trabalhar a matemática de forma lúdica é essencial para que elas aprendam de maneira efetiva. Para conseguir atingir os objetivos em sala, o docente precisa sempre procurar novos conhecimentos e por isso indicamos o curso de educação infantil. Esse curso trará segurança para a sua prática, além disso fazer cursos online pode ser uma ótima opção para quem tem pouco tempo para estudar.

Quando os educandos participam de atividades lúdicas, eles aprendem a lógica que está envolvida na brincadeira e qual é o conceito de matemática incluído no jogo. Assim, há a possibilidade de trabalhar a resolução de problemas, buscando a solução e alcançando resultados satisfatórios. Por outro lado, incluir apenas o jogo por si só pode não ser suficiente para garantir o conhecimento. É necessário refletir sobre o jogo como uma prática social que deve ser um grande aliado do saber.

O jogo é dividido em três âmbitos:

• Exercício: está ligado à prática de movimentos, como: correr, pular, saltar.

• Regras: possui diversas regras que precisam ser seguidas para a superação do desafio, exemplo: xadrez, futebol, entre outros.

• Simbólico: que envolve a imaginação, o faz de conta.

Essas três modalidades de jogo acompanham o indivíduo por toda a vida e embora possam envolver o conhecimento ensinado na escola, é natural que nem todos os alunos consigam vencer todos os desafios ou executar perfeitamente os jogos. Dar espaço para o jogo na escola é uma forma de valorizar o aprendizado e permitir o acesso ao saber de uma maneira mais agradável.

Utilizar o lúdico na Educação Infantil é uma forma de apresentar a linguagem matemática aos poucos e introduzi-la ao conceito formal. O professor deve optar por jogos que estimulem a resolução de problemas, especialmente quando o conteúdo estudado for de difícil compreensão.

No ensino da matemática, é possível escolher diferentes tipos de jogos. Os estratégicos podem desenvolver o raciocínio lógico, estimulando o pensamento para a solução de desafios. Os alunos precisam seguir as regras para alcançarem o objetivo final. Nos jogos de reforço, o fator sorte é decisivo no resultado. Já nos jogos geométricos, existe o objetivo de desenvolver o pensamento lógico e a análise, trabalhando formas geométricas, ângulos e polígonos.

Vale lembrar que ao escolher os jogos, é necessário ter cautela com alguns elementos:

  • Evite fazer do jogo algo obrigatório;
  • Jogue antecipadamente e estude como a brincadeira vai funcionar;
  • Tente não optar por jogos que dependam apenas da sorte para o jogador ganhar e que estimule-o a vencer o desafio;
  • Prefira atividades em grupo ao invés de individuais;
  • Lide com a frustração dos seus alunos, de forma que estimule-os a trabalhar com esse sentimento;
  • É necessário criar regras que podem ser mudadas ou não durante a brincadeira.

Os jogos lúdicos são uma ótima maneira de estimular o aprendizado em sala de aula. Utilizá-los na metodologia de ensino é uma forma de trabalhar o conteúdo de maneira criativa e prazerosa. O curso de educação infantil vai te mostrar dicas de como trabalhar a ludicidade de maneira divertida com seus alunos. Os nossos cursos online são feitos por nossa equipe pedagógica dedicada e o site conta com mais de 1.000 cursos.

Os certificados do Enfoque Capacitação podem ser usados para:


Prova de Títulos em Concursos Públicos

Horas complementares para faculdades

Complemento de horas para cursos técnicos

Progressão de carreira em empresas

Turbinar seu currículo

Revolucionar sua vida profissional e acadêmica

O lúdico na Educação de Jovens e Adultos

No passado, pouco se pensava em melhorias na Educação de Jovens e Adultos (EJA). Foi somente a partir de 1940 que passou-se a refletir sobre como aprimorar o ensino para as camadas populares.

Paulo Freire foi um dos pesquisadores que apontavam o ensino como um poderoso elemento de transformação da realidade, no qual o professor não deveria desconsiderar o conhecimento trazido pelo aluno. Para ele, era preciso trabalhar uma leitura de mundo e a escola poderia ser importante na transformação social. Então, as práticas pedagógicas deveriam ter como objetivo a inclusão, tanto social quanto educacional, e para que isso acontecesse era preciso pensar em uma metodologia que fizesse com que o aluno não perdesse o interesse na escola, pois assim ele poderia se desenvolver e se preparar para diversos desafios.

Desse modo, o lúdico torna-se uma nova forma de pensar na Educação de Jovens e Adultos, na qual os discentes que não conseguiram concluir suas atividades escolares tivessem uma oportunidade de recomeçar e ter acesso ao conhecimento. As atividades lúdicas podem transformar a realidade escolar, tornando as aulas mais dinâmicas e agradáveis.

Somente professores que buscam se aprimorar conseguem melhorar o processo de ensino aprendizagem. Fazer cursos online é algo que pode aperfeiçoar a sua metodologia. Os cursos a distância do Enfoque Capacitação são 100% online, pagando uma taxa de apenas R$69,90, você consegue acesso aos cursos por um ano.

A ludicidade é um importante instrumento para a prática de ensino na Educação de Jovens e Adultos, pois estimula os educandos a participar ativamente, deixando-os autônomos e conscientes de suas habilidades. Sabe-se que quanto mais contato com o lúdico o aluno tiver, maior será a sua atuação no processo de ensino aprendizagem, além disso esse fator pode até propiciar uma relação descontraída entre professor e aluno.

Os alunos que possuem dificuldades de linguagem e expressão encontram no lúdico uma forma de se comunicarem naturalmente. As atividades lúdicas proporcionam o respeito ao outro e o compartilhamento de dúvidas, preocupações e interesses.

Sabemos que o lúdico é fundamental no processo de construção do conhecimento, pois favorece a participação dos educandos na internalização do saber. Diversas pesquisas mostram que o lúdico torna a aula mais atrativa e prazerosa, além de ser uma forma interessante de aliar o conhecimento que o aluno já tem com o que ele necessita desenvolver.

Não podemos esquecer que o educador precisa sempre refletir sobre a sua prática, pois isso permite que ele se afaste um pouco da sua rotina e pense criticamente sobre suas ações com o objetivo de melhorá-las, sem perder a satisfação de ensinar.

No processo de ensino aprendizagem, o professor precisa acreditar que o lúdico é essencial para a construção do saber e pensar a respeito de novas metodologias que valorizem o conhecimento do aluno, tornando-o autônomo e, consequentemente, fazendo com que as aulas fiquem mais dinâmicas.

Para conseguir incorporar a ludicidade no seu projeto pedagógico, os cursos a distância podem ser uma ótima escolha. Faça cursos online com certificado no Enfoque Capacitação e se atualize, nossos alunos estão sempre satisfeitos com a nossa metodologia.

Interdisciplinaridade e jogos lúdicos

A interdisciplinaridade é a relação entre diversas disciplinas, integrando-as de maneira que seja possível realizar um diálogo entre elas. Portanto, não se trata da exclusão de uma ou outra disciplina, mas sim da comunicação entre diversas áreas do conhecimento.

A ideia é que na escola o professor possa interligar o conteúdo de química com biologia ou filosofia com história, por exemplo. Mas além disso, a interdisciplinaridade propõe romper barreiras do pensar sob apenas uma perspectiva, é integrar novas possibilidades e compreender a relação de diversos campos do conhecimento.

Esse conceito mostra que o objetivo não é excluir esse ou aquele saber, mas de aproveitar os diferentes fundamentos na resolução de problemas ou até mesmo para enxergar um problema por diferentes ângulos.

Trabalhar a interdisciplinaridade na escola pode ser um grande desafio, mas com os nossos cursos a distância você pode se capacitar e trazer projetos incríveis para seus alunos. Além de ter acesso a novos conteúdos, os cursos online com certificado contam com uma carga horária opcional que pode ser escolhida de acordo com a sua necessidade.

Os jogos lúdicos podem ser uma excelente forma de trabalhar várias formas de conhecimento, já que o jogo naturalmente envolve o aprender, pois instiga o aluno a pensar novas possibilidades, além de colocá-lo em contato com o desafio e novos saberes.

O docente precisa inovar a sua prática, buscando a qualidade, evitando pensar apenas em transmissão de conteúdo. É preciso propor novas metodologias que incluam o aluno e torne-o mais participativo na escola, por isso as atividades lúdicas são muito importantes nesse contexto.

Assim, a interdisciplinaridade não precisa obrigatoriamente fazer parte de apenas um projeto científico. O professor pode desenvolvê-la de forma prolongada (dentro de sua área de atuação) ou em conjunto com outros professores, sendo parte de um projeto pedagógico.

Os nossos cursos online com certificado podem ser muito importantes para a sua carreira, por isso não pense duas vezes e invista no seu conhecimento, inscreva-se já no nosso portal! Por apenas R$69,90, no Pacote Master, você tem acesso a diversos cursos elaborados por um departamento de pedagogia competente pelo período de um ano.

Gostou dos assuntos que tratamos aqui? Comente o que achou e compartilhe o artigo nas redes sociais!