Não é de hoje que a psicomotricidade na educação infantil e em diversas outras áreas têm sido tema de diversas pesquisas e estudos. Esse conceito, que surgiu da neurologia e foi nomeado pela primeira vez em 1870, trata da relação e integração das funções psíquicas com as funções motoras, inerente a todo ser humano. Embora pareça difícil entendê-la, hoje em dia já há uma série de materiais sobre o tema, como cursos online que explicam passo a passo do que se trata.

Através de cursos à distância, como o Curso Online Psicomotricidade na Educação Infantil, do Enfoque Capacitação, educadores de todos os níveis, estudantes, psicólogos, pedagogos e todas as pessoas interessadas podem aprender, desmitificar os detalhes e saber o que é psicomotricidade. É uma maneira incrível de se qualificar e fazer a diferença, ajudando na formação de muitas crianças.

Nesse contexto, com base em vários estudos e em cursos online em educação infantil do nosso portal, preparamos este artigo com noções gerais sobre psicomotricidade para você entender e saber mais sobre um assunto tão inspirador. Assim, você vai se sentir instigado a adquirir conhecimento e até se certificar para se tornar um profissional melhor e preparado para lidar com esse universo. Vamos começar?

Psicomotricidade: 8 questões para entender esse conceito

O que é psicomotricidade?

Psiquismo + motricidade: essas são as duas formas que contemplam esse termo tão usual em diversas áreas, da psicanálise à biologia. Pois é, unir o pensamento e suas nuances com os gestos e necessidades físicas é, basicamente, a definição principal de psicomotricidade. Pensando em nossa estrutura de corpo e mente, nada mais natural que estudar e trabalhar essa relação de diversas formas.

Já no aspecto literal, a Associação Brasileira de Psicomotricidade trata essa ciência (sim, esse é seu status considerado por especialistas) como ''o estudo do homem em relação a seu corpo em movimento e como este interage com o mundo interno e externo''. De acordo com o processo de maturação, o corpo é a origem das relações cognitivas, afetivas e orgânicas, ou seja, dele provém praticamente todas nossas necessidades e métodos de se relacionar tanto com o ambiente (meio social) quanto com as outras pessoas.

Mas, como o próprio nome indica, não só de movimento se faz a psicomotricidade, mas também de intelecto e afeto, sendo, então, ‘’o campo transdisciplinar que estuda e investiga as relações e as influências recíprocas e sistêmicas entre o psiquismo e a motricidade’’, inerentes a todo ser humano e que considera sua individualidade, linguagem e socialização.

Por meio dessas observações, é possível verificar diversos aspectos, sobretudo entre as crianças. Nas atividades de psicomotricidade na educação infantil, por exemplo, um educador pode analisar o comportamento dos alunos e saber como são suas expressões e ações em meio aos exercícios, o que é extremamente importante para ajudar em seu desenvolvimento.

Essa definição fica clara no artigo Psicomotricidade, de Amanda Cabral Goretti: ‘’o corpo é um dos instrumentos mais poderosos que o sujeito tem para expressar conhecimentos, ideias, sentimentos e emoções. É ele que une o indivíduo com o mundo que lhe dá as marcas necessárias para que se constitua como sujeito’’, logo, a análise, observação e trabalho da psicomotricidade na educação e em qualquer outra área pode ser muito benéfico dependendo da abordagem.

Estamos tratando aqui de apenas uma base do assunto para seu entendimento, em linhas gerais e que visam tirar dúvidas de praticamente todas as pessoas que querem aprender mais sobre esse assunto. É importante lembrar que, por meio de cursos online com certificado, você pode conferir um estudo amplo e completo da pauta, aprendendo a trabalhá-la em diversos ambientes, com a vantagem de se qualificar e até se tornar um especialista em longo prazo.

Quando surgiu?

Os primeiros estudos de psicomotricidade, como já dissemos no início do artigo, começaram no âmbito médico, por meio da neurologia. A partir do momento em que houve o entendimento de que o corpo é algo indissociável da pessoa, além de um simples ‘’pedaço de carne’’, especialistas começaram a observar seus principais aspectos e como se associa tão perfeitamente ao psiquismo (mente), afinal, só somos o que somos devido a essa ligação perfeita (corpo + mente).

Do momento em que a discussão e os estudos começaram, a prática tomou forma por meio do diagnóstico de transtornos psicomotores pontuados pelo neurologista francês Edouard Guilmain, em meados da década de 30. Mais tarde, em 1948, outro especialista, o espanhol Julian de Ajuriaguerra, redefiniu o conceito de debilidade motora e o descreveu em seu Manual de Psiquiatria Infantil, considerado um dos melhores materiais sobre o assunto, responsável pela autonomia e especificação da psicomotricidade. Esses foram os principais pontos de partida para essa ciência começar a ter o destaque necessário.

Com o tempo, diversos estudiosos começaram a fortalecer essa corrente até torná-la fundamental em vários ramos, sobretudo no educativo infantil e inclusivo, onde é mais fácil observar a constituição tanto do psiquismo quanto da motricidade em si, na relação completa que refere-se ao que é psicomotricidade. Ou seja, é na infância que pode-se perceber com mais facilidade essa relação, identificando desde problemas até possíveis talentos, por isso tornou-se primordial aos especialistas da área e, felizmente, continua evoluindo com o tempo. 

Hoje em dia, já podemos consultar especificamente muitos materiais atualizados a respeito do assunto e saber passo a passo do que se trata, como o Curso Online Psicomotricidade na Educação Infantil, um guia que explana passo a passo esse conceito desde seu surgimento até sua aplicação cotidiana, essencial para se tornar um expert e se certificar nesse tema. 

Psicomotricidade na educação infantil: entenda esse conceito com 8 questões

Quais os campos de atuação da psicomotricidade?

Hoje em dia, a psicomotricidade na educação infantil e suas atividades se dão por meio de três campos de atuação principais, considerados primordiais para análise e concepção de seus elementos: educação, reeducação e terapia.

Educação

A educação é o principal campo em que essa ciência se situa, visando o desenvolvimento global do indivíduo enquanto criança e, na observação de seus principais movimentos, identificar distúrbios de aprendizagem e outros fatores. As atividades de psicomotricidade na educação infantil, por exemplo, servem para desafiar os alunos e garantir ao educador essa análise completa.

O autor Daniel Vieira da Silva, no artigo Psicomotricidade e Ludicidade, revela que a psicomotricidade na educação infantil abrange todas as aprendizagens da criança, facilitando, assim, as condições naturais e a prevenção de distúrbios corporais. Para o autor, ‘’se realiza na escola, na família e no meio social, com a participação dos educadores, dos pais e professores em geral’’.

Sendo assim, independente da posição em que um profissional se aplica, se há a intenção de trabalhar com esse público, torna-se interessante e até essencial saber o que é psicomotricidade na educação infantil e como ela pode ser eficaz no trabalho e convivência com alunos. Isso sem falar também nos pais, já que pode fortalecer a relação com os filhos e ajudar até na identificação de transtornos.

Portanto, seguindo esse contexto, fazer o Curso Online Psicomotricidade na Educação Infantil é uma ótima opção para compreender esse conceito totalmente e passo a passo, ajudando no desenvolvimento dos pequenos e aprendendo a lidar com suas necessidades. Esse é um dos melhores cursos EAD para informar, qualificar e te deixar pronto para entender completamente desse tema tão inspirador.

Reeducação

A reeducação psicomotora busca o atendimento a indivíduos e grupos de adultos e crianças com sintomas psicomotores de variados tipos: distúrbios mentais, orgânicos, psíquicos, relacionais, afetivos e neurológicos. Sua proposta é educar o indivíduo novamente com as etapas que não foram assimiladas anteriormente. Nesse caso, além da psicomotricidade na educação, se aplica a muitas áreas: educação física, psicologia, fonoaudiologia, pedagogia, terapia educacional, fisioterapia, entre outras.

Terapia

Por fim, a terapia psicomotora é indicada para as pessoas que possuem conflitos mais profundos, de total desorganização de sua harmonia corporal e mental. Por meio de jogos e ações semelhantes às usadas nas atividades de psicomotricidade na educação, é possível sanar diversos problemas como agressividade acentuada, dificuldades de relacionamento corporal, transtornos de personalidade e casos de excepcionalidade diversos.

A terapia vai além da reeducação e, por ser necessária, é recomendada para profissionais além dos educadores, tanto do ramo da saúde quanto da psicologia em si. O entendimento se faz necessário para estar sempre preparado para lidar com esses casos e, com um bom trabalho, alcançar ótimos resultados.

Assim, além da formação, especialistas dessas áreas podem recorrer também aos cursos online com certificado para, tanto compreender esses aspectos quanto usá-los no cotidiano, já que esses guias – além de práticos – são perfeitos para a formação e atualização sobre esse e os mais diversos temas.

Psicomotricidade no Brasil

Por aqui, o principal órgão que aborda esse conceito em sua totalidade é a Associação Brasileira de Psicomotricidade que, além de um canal online, possui consultórios conveniados em várias cidades do país. Baseada em vários estudos realizados pelo mundo, a entidade sempre promove eventos para discussão sobre o que é psicomotricidade na educação infantil e em muitos meios, visando dar popularidade e chamar atenção dos especialistas.

Atualmente, muitas escolas brasileiras têm se atentado à psicomotricidade na educação e investido em cada vez mais atividades que visam a ludicidade e o movimento, seja no dia a dia quanto em gincanas e exercícios direcionados. Além disso, muitos pais e educadores de níveis diferenciados, sobretudo na área esportiva, também estão mais engajados nesse tema.

Já o Ministério da Educação considera as atividades de psicomotricidade na educação infantil essenciais para as aulas de educação física, tanto que descreve a psicomotricidade no Guia do Professor como influência no desenvolvimento geral da criança com ou sem necessidades especiais, sendo uma nova perspectiva psicopedagógica imprescindível nesse contexto.

De fato, a ligação da educação física com a psicomotricidade é fundamental e ambas se complementam, pois é nessa aula que a relação movimento - intelecto se torna mais latente e perceptível. Uma dica para compreender essa associação é investir no Curso Online Psicomotricidade e Educação Física Adaptada, um dos cursos online que mostra a importância da psicomotricidade nesse contexto sobretudo para as crianças com deficiência, visando a inclusão.

 

Cursos relacionados que podem te interessar:

Por que psicomotricidade tem tudo a ver com Educação Infantil?

É nas primeiras idades da vida que começamos a ter contato com o novo e desbravamos os mais distintos ambientes, sentimentos e expressões. Desde que vem ao mundo, uma criança começa a perceber pelo movimento diversas formas de linguagem, com gestos e ações que vão evoluindo com o tempo e se tornam cada vez mais adaptáveis.

Assim, por meio dos elementos básicos da psicomotricidade na educação infantil e suas atividades, é possível verificar uma série de conceitos que podem ser trabalhados e contribuem para o desenvolvimento dos pequenos, equilibrando os meios motores e intelectuais para que fortaleçam sua formação, sobretudo no modo de se reconhecer no meio social, lidar com ele e com seus semelhantes.

Usando metologias específicas que visam sempre a ludicidade, a criatividade e até movimentos desafiadores, educadores e pais podem perceber desde conflitos emocionais e distúrbios até problemas locomotores, que podem ser trabalhados por meio dos campos de atuação da psicomotricidade que já abordamos aqui (reeducação e terapia).

É interessante pensar que, com jogos, brincadeiras de recreação e ações simples, é possível analisar uma série de situações e comportamentos que estabelecem tanto o desenvolvimento corporal quanto cognitivo e afetivo da criança, os pilares essenciais da psicomotricidade. Pode parecer difícil para um profissional saber exatamente como usar esse conceito na prática, mas, usando a ludicidade e entendendo os melhores caminhos para isso, fica tudo mais fácil.

Que tal, então, conhecer o Curso Online Ludicidade, um dos cursos à distância mais completos e excelentes sobre essa pauta tão necessária? A abordagem vai desde aprender com a ludicidade brincando e de forma natural, quanto usá-la como instrumento pedagógico na alfabetização e em diversos parâmetros do ensino. São cursos EAD como esse que te deixam pronto para qualquer desafio e mostram que você é um profissional que visa fazer sempre o melhor na carreira, qualificando e atualizando sempre.

Quais as principais atividades da psicomotricidade na Educação Infantil?

Com base nos estudos e práticas que visam garantir o entendimento dos educadores em o que é psicomotricidade na educação infantil e como trabalhá-la, diversos especialistas revelam algumas atividades essenciais nesse contexto, considerando o ambiente escolar, as gincanas, aulas de educação física e demais eventos fundamentais para estimular esse conceito e colocar seus benefícios à tona, com exercícios que podem ser praticados com materiais simples.

Sendo assim, a psicomotricidade na educação infantil engloba as seguintes atividades:

  • o brincar - previsto inclusive no ECA como direito da criança -, com exercícios estabelecidos e que visam desafiar os alunos, sejam realizados individualmente ou em grupos;
  • a criatividade, tanto pelas artes visuais como no brincar;
  • técnicas de expressões dramáticas, com foco total na ludicidade e sua relação com meios diferenciados;
  • a dança e a música como atividades de recreação e meios naturais de colocar emoções e sentimentos para fora;
  • atividades psicomotoras diversas e simples que visam o equilíbrio: vencer obstáculos, empilhar coisas, dar cambalhotas, ter noção espacial e garantir o uso e assimilação dos movimentos corporais mais básicos.

Nessa linha, uma dica bacana e que pondera esses itens com clareza é o Curso Online Atividades com Crianças, com foco na aprendizagem lúdica e dicas interessantes para deixar tudo mais prático, divertido e eficiente. A vantagem é que esse é um dos cursos EAD exclusivos do portal, que serve tanto para professores quanto para os pais, afinal, não é só na escola que a psicomotricidade pode ser abordada.

Os certificados do Enfoque Capacitação podem ser usados para:


Prova de Títulos em Concursos Públicos

Horas complementares para faculdades

Complemento de horas para cursos técnicos

Progressão de carreira em empresas

Turbinar seu currículo

Revolucionar sua vida profissional e acadêmica

Quais os principais elementos da psicomotricidade?

Não podemos finalizar o artigo antes de contextualizar os principais elementos utilizados na psicomotricidade no Brasil, descritos por Amanda Cabral Goretti e que inspira muitos profissionais. Portanto, vale a pena considerar nove padrões para educação infantil

  • Esquema Corporal: define o saber pré-consciente do corpo e de suas partes, bem como sua relação com o mundo. Aquela noção básica que a criança tem de que a cabeça está em cima do pescoço e ambos fazem parte de seu corpo.
  • Imagem Corporal: a representação mental e consciente do corpo, aprendendo a reconhecê-lo como ''expressão'' e ''físico''. Esse estágio começa a partir dos seis meses de idade.
  • Tônus: refere-se a tensão fisiológica dos músculos no equilíbrio estático de dinâmico, na postura e coordenação em qualquer posição corporal, seja parado ou em movimento.
  • Coordenação Global ou Motricidade Ampla: é a ação simultânea de grupos musculares ao executar uma série de movimentos, sejam simples, amplos ou complexos.
  • Motricidade Fina: a capacidade de realizar atividades com movimentos coordenados, como escrever ou digitar, por exemplo.
  • Organização Espaço – Temporal: orientação adequada quando se trata de espaço e tempo, com a noção exata de perto, longe, em cima, embaixo, ao lado de, dentro, fora.
  • Ritmo: ordenação constante e periódica de um ato motor, considerando a organização espacial. Um exemplo é pular corda.
  • Lateralidade: a lateralidade visa vivenciar os momentos usando o corpo por completo, com os dois lados, independente se a pessoa é canhota ou destra.
  • Equilíbrio: por fim, o equilíbrio trata-se da capacidade de manter-se sobre uma base reduzida de sustentação do corpo por meio de uma combinação adequada de grupos musculares, seja parado (como sentar-se corretamente) ou em movimento (como caminhar sobre uma linha).

Perceba que podem parecer parâmetros básicos, mas que no dia a dia e nas atividades revelam muitos fatores interessantes. Não é à toa que a psicomotricidade na educação infantil e suas atividades são cada vez mais populares e necessárias e tem ótimos resultados.

Quem deve aprender mais sobre psicomotricidade?

Entender os principais parâmetros da psicomotricidade é essencial para muitas pessoas ficarem dispostas a aprender e até se especializar nesse assunto tão pertinente tanto para a educação infantil quanto para outros ramos. Por isso, vale a pena apostar em ótimos materiais indicados para educadores em todos os níveis, psicólogos, terapeutas, neurologistas, fisioterapeutas, pedagogos, estudantes dessas e diversas áreas, pais e interessados em compreender tudo com excelência.

Fazendo cursos online com certificado, como o Curso Online Psicomotricidade na Educação Infantil, qualquer pessoa é capaz de dominar o assunto e colocá-lo em prática em muitos ambientes para variados objetivos, tanto profissionais quanto pessoais. Outra vantagem é que, além dessa opção, o Enfoque Capacitação conta com diversos cursos online a sua disposição.

Para entrar nessa e se qualificar com eficiência, é só se cadastrar e efetuar a sua matrícula de forma simples e rápida, investindo um valor único de R$ 69,90 que é válido por um ano. Assim, você pode estudar os melhores cursos à distância do mercado quando quiser, em um ambiente virtual moderno e interativo para se informar e dar aquele plus no currículo com um certificado inigualável. Que tal começar agora? Inscreva-se.

Bom, esperamos que tenha gostado do artigo e tenha ficado satisfeito em saber o que é psicomotricidade na educação infantil e em outras áreas. Diga pra gente o que achou e compartilhe com os amigos. Até mais!