O que é designação? Esse processo costuma chamar bastante atenção na área da educação, atraindo muitos professores para tentarem uma vaga em um sistema considerado eficiente em vários estados brasileiros. Mas, embora hoje em dia esteja informatizado e com padrões cada vez mais eficientes, sempre ficam algumas questões que deixam educadores com dúvidas, sobretudo quando se trata da documentação e da prova de títulos.

Como tudo precisa estar correto, nada do que é solicitado pode ficar de fora. Além disso, algumas regras de editais sempre mudam conforme o ano e a região, o que contribui ainda mais para a confusão. Em todo caso, é preciso sempre se informar para não cometer equívocos, sobretudo quando a designação dá certo e o chamado acontece.

É justamente para esclarecer tudo sobre a designação que fizemos este artigo. Você pode se informar, saber se os cursos online e seus certificados se enquadram e são aceitos na prova de títulos, além de todos os detalhes fundamentais para seguir o procedimento da melhor forma. Ah, e também vamos dar algumas dicas de cursos a distância que deixam um professor designado mais preparado para lidar com os desafios da profissão. Leia com atenção e fique por dentro do tema.

Processo de designação: entenda definitivamente

O que é designação?

Entender o que é designação é o primeiro passo para desmitificar várias coisas a respeito desse processo. Quando acontece na educação, garante que um profissional seja contratado através de um contrato temporário, para preenchimento de vagas a título precário. Em muitas escolas estaduais é comum a falta de professores em diversas disciplinas, logo, é preciso ter um bom banco de especialistas para compor a matéria e garantir que os alunos recebam as aulas normalmente.

As vagas para designação são abertas normalmente no final do ano recorrente para o próximo ano letivo. Em 2017, por exemplo, começarão provavelmente em novembro, com o cadastro dos profissionais interessados, a avaliação e os chamados no final de janeiro, antes do início das aulas. Todo esse procedimento é feito pela secretaria de educação de cada estado, que segue parâmetros da legislação para fazer a contratação não apenas de professores, mas de qualquer agente ligado à área (coordenadores, inspetores, supervisores, entre outros).

Algumas situações possíveis que exigem um professor designado acontecem frequentemente, como em casos de licença maternidade, afastamento de um efetivo para tratamento de doença – servidores concursados podem ficar até 2 anos fora do trabalho para esse fim -, para eventuais aulas de reforço fora do horário regular, entre outras.

Por mais que existam milhares de profissionais em muitos locais do Brasil, infelizmente a falta é comum em muitas escolas, sobretudo de regiões mais periféricas. São vários os casos de pessoas que acabam agregando matérias, mesmo que não sejam formados em determinada disciplina. Recentemente, um censo do Movimento Todos Pela Educação revelou que quase 50% dos professores não têm formação na matéria que ensinam.

Faltam graduados e especializados em física, artes, química, sociologia e filosofia, essenciais para o aprendizado dos alunos por se tratarem das três áreas fundamentais de formação (exatas, humanas e biológicas). Por mais que o profissional se esforce, acaba ficando saturado com o tempo, o que influencia na metodologia e no conteúdo abordado.

Logo, quando se tem uma gama diversa de professores à disposição, mesmo que por um período temporário, já é um avanço que ao menos garante um bom ensino aos alunos. Além disso, trata-se de um incentivo para aqueles que estão começando na área. Quem se torna bacharel em física, por exemplo, desde que se seja autorizado e enquadre nas regras da designação, pode se inscrever e conseguir uma das vagas para começar a lecionar e adquirir experiência no ramo de atuação.

Felizmente, em alguns estados brasileiros, podemos ver grandes melhorias quando se trata do processo de designação, com a secretaria de educação atuando junto ao governo local a fim de deixar tudo mais eficiente, transparente e democrático. Isso é importante para dar fim à péssima burocracia, um aspecto que ainda aparece em vários setores do país e acaba desanimando muitos indivíduos.

designação

Minas Gerais: exemplo no processo de designação

Atualmente, um dos estados brasileiros que mais se destaca na designação é Minas Gerais. O processo acontece em todas as regiões locais e chama atenção de muitos docentes, justamente porque conta com um sistema integrado e exemplar. Para esse ano, houve até recorde de cadastrados. Segundo informações do portal Diário do Aço, as inscrições vagas para designação em 2017 bateram os 500 mil. Como Minas é um estado enorme, a oferta acaba sendo bem grande, em torno de 60 mil esse ano, de acordo com dados da secretaria de educação estadual. 

Ao se cadastrar, os interessados podem optar até por três inscrições, que seguem fatores regionais. A partir daí, serão avaliados conforme as normas e alguns parâmetros, para que sejam classificados e convocados. Quando chega nessa etapa, é importante que o candidato tenha todos os documentos à mão para comprovação de suas competências. A graduação costuma ser sempre obrigatória, seja presencial ou por meio de cursos a distância. Em outros casos, é necessário seguir o edital.

Falando em edital, esse documento pode sofrer alterações dependendo do ano letivo (principalmente quando há transição no governo) e, claro, do estado. Cada local tem necessidades muito próprias que precisam ser sanadas. Esse ano, em Minas Gerais, as vagas para designação mais comuns foram para analista de educação básica (AEB), inspetor escolar (ANE/IE), assistente técnico de Educação Básica (ATB), supervisor pedagógico, regente de turma, entre outras.

É importante esclarecer que a designação não é própria da educação, embora seja mais popular nesse setor. Pode acontecer também em campos como a saúde. Sendo assim, podemos afirmar que ocorre em praticamente todos os estados do país, com destaque tanto em Minas Gerais quanto no Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso do Sul, entre outros.

Como é o processo de designação?

Agora que você já sabe o que é designação, resta entender como funciona o processo passo a passo. Não é um sistema difícil de acompanhar, mas é preciso ficar sempre de olho nas regras estabelecidas e nos prazos para não perder tempo e pecar pela falta de organização. Primeiramente, é preciso seguir as recomendações da secretaria de educação. Assim que o edital da designação é divulgado, tudo fica mais claro quanto aos procedimentos recorrentes. É imprescindível, nesse caso, ler todos os pontos abordados no documento para não cometer erros.

O período de inscrição para a designação do próximo ano geralmente não é tão longo. São cerca de 20 dias para se cadastrar e escolher os campos que tem a ver com sua função e formação. Após esse processo, enquanto é feita a avaliação pelos responsáveis, é importante que o profissional já esteja com os comprovantes, certificados e documentos obrigatórios para apresentação caso seja convocado.

Assim que a classificação final fica disponível, os chamados ocorrem na própria escola em que o indivíduo prestará serviço. Essa parte é fundamental para o sistema, pois muita gente acaba não se encaixando nos padrões exigidos e sempre sobram vagas para os próximos interessados. Portanto, mesmo que você não tenha sido um dos classificados, é sempre bom se atentar ao processo até o fim.

Com a designação encerrada, o ano letivo começa e o professor, no caso, recebe sua atribuição de aulas e demais orientações. Para isso, segue-se uma lista de prioridades, encabeçada pelos profissionais que passaram em concurso público e aguardam a convocação. Em seguida, entram os licenciados, servidores que tem período mínimo de atuação ou já prestaram serviços na área. Por fim, estão os habilitados, aqueles graduados e que se encaixam nas normas descritas no edital.

É bom destacar que, independente ou não da aprovação na designação e da posição do profissional, todos devem sempre buscar abordar seus conteúdos e matérias de modo excelente e sempre pensando em fazer a diferença. Isso contará muitos pontos em sua carreira. Aquele que se atualiza e aperfeiçoa sempre, fazendo cursos online com certificado e propostas além do que é comum, será visto como um verdadeiro exemplo em seu campo de atuação.

Os certificados do Enfoque Capacitação podem ser usados para:


Prova de Títulos em Concursos Públicos

Horas complementares para faculdades

Complemento de horas para cursos técnicos

Progressão de carreira em empresas

Turbinar seu currículo

Revolucionar sua vida profissional e acadêmica

Prova de títulos em processo de designação

A documentação é parte essencial para garantia de uma vaga na designação. Estar em dia com tudo que é solicitado mostra que o profissional está apto para a função e pode ser contratado sem problemas. Geralmente, não é difícil conseguir todos os documentos e suas cópias.

O padrão para a maioria dos processos de designação é a entrega de RG e CPF, comprovante de PIS/PASEP e quitação eleitoral, exame pré-admissional, teste de saúde vocal, diploma de graduação e demais referente à prova de títulos, dispensa militar para os homens e termo de aprovação no concurso público, para os servidores em lista de espera.

Quando se trata da prova de títulos, é importante ficar sempre atento às exigências. Muitos editais deixam claro que certificados de cursos EAD ou presenciais na categoria livre não são aceitos. Sendo assim, mesmo que você tenha feito vários cursos online com certificado na área, para capacitação ou atualização, eles não se enquadram nessa etapa.

O que é solicitado sempre, sobretudo para os professores, é o diploma do curso superior. Nesse caso, vale tanto para cursos presenciais ou cursos a distância. E todo caso, é essencial verificar o edital e mais que isso, contatar os responsáveis pela designação em seu estado. Consulte a secretaria de educação diretamente para ficar a par da prova de títulos e qualquer outra dúvida.

É melhor estar sempre seguro do que ir pensar e fazer algo que não faz sentido. Assim, a designação acontece sem problemas e você estará preparado para lecionar e fazer seu trabalho tranquilamente. E, se os cursos EAD não foram pertinentes para a prova de títulos, eles podem ser ótimos nessa hora. Para se sentir totalmente preparado e pronto para novos desafios, entender vários aspectos de sua área é fundamental.

Cursos online para professores designados

Depois que um professor e qualquer profissional de educação é aprovado no processo de designação, buscar maneiras de se qualificar e aperfeiçoar é o melhor caminho para fazer a diferença na carreira e ajudar muitas pessoas, ainda mais crianças e adolescentes. É por isso que os estudos nunca devem acabar. Fazendo cursos online, você pode se informar e certificar a respeito de vários assuntos, com o máximo conforto e qualidade, desde que escolha uma boa instituição, como o Enfoque Capacitação. Nosso portal conta com centenas de cursos EAD ideais para vários objetivos. Para te inspirar, selecionamos alguns que auxiliam o professor designado e vale muito para o cotidiano na escola. Conheça as melhores opções:

Bullying nas Escolas

O bullying é um problema sério que, infelizmente, ainda está presente em muitas escolas. Por outro lado, há muitas ações que ajudam a dar fim a essa péssima situação, e o professor tem papel fundamental nisso. Todas as dicas são abordadas no Curso Online Bullying nas Escolas, ideal para os leigos e pessoas que precisam sempre ficar por dentro de um assunto tão sério.

Educação Especial Inclusiva

Participar da construção de uma sociedade inclusiva é inerente a toda escola e educador. Entender como lidar com as crianças com deficiência torna-se elementar a todo profissional, para dar uma aula democrática e igual para todos. Nesse contexto, é recomendado que todos realizem o Curso Online Educação Especial Inclusiva, um conteúdo exclusivo do portal que trata do tema detalhadamente, para uma compreensão perfeita e inspiradora.

Cursos relacionados que podem te interessar:

A Importância do Reforço Escolar

Como já dissemos, muitos professores são designados para fortalecerem as aulas de reforço, primordiais para diversos locais e alunos. Esse sistema, porém, deve ser bem mais interativo e divertido do que o tradicional, necessitando de um docente competente e engajado. Para ter uma ideia melhor, faça o Curso Online A Importância do Reforço Escolar, um manual completo e que te deixa pronto para encarar esse processo com muita motivação.

Informática Educativa

O ensino híbrido, aquele que integra a tecnologia com a educação, está cada vez mais presente em diversas escolas. O uso do laboratório de informática e todos os aparatos referentes ao computador deve ser comum a todos os alunos e pede o auxílio/manipulação de um profissional competente. Logo, para deixar tudo isso de lado, uma ótima proposta é se informar com o Curso Online Informática Educativa, um dos cursos online exclusivos e mais populares do portal.

Fique atento e qualifique-se para ser um ótimo profissional

Esses são apenas alguns cursos a distância que servem como auxiliares para que você seja um professor/profissional designado de excelência, aquele que domina sua área de conhecimento e está sempre antenado nos principais assuntos ligados à educação. Sabia que, além dessas alternativas que citamos, você pode fazer diversos cursos online com certificado no Enfoque Capacitação por um ano, investindo apenas um valor único de R$ 69,90? Pois é.

Esse é o diferencial do portal, além de oferecer certificação à escolha de acordo com a carga horária, um ambiente virtual de aprendizagem, um blog informativo sobre vários temas, entre muitas outras vantagens. Vale muito a pena se inscrever e dar um plus em sua formação profissional e pessoal, seja um professor designado ou efetivo. A qualificação é sempre o melhor caminho, portanto, fique sempre atento e nunca estagnado. 

Chegamos ao fim de nosso artigo. Conte pra gente o que achou das informações, quais são suas dúvidas e ponderações. Não se esqueça também de compartilhar com os amigos. Boa sorte e até mais.