No Brasil, somos mais de duzentos milhões de pessoas. Porém, às vezes não percebemos o percentual de pessoas com algum tipo de deficiência. Segundo os últimos dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, 6,2% da população, ou seja, cerca de 12 milhões de pessoas têm algum tipo de deficiência, sejam elas auditiva, visual, física ou intelectual. Dentro desse universo, há ainda parcela da população com duas ou mais deficiências simultâneas, chamadas de deficiência múltipla. Essas pessoas, no entanto, nem sempre são enxergadas pela sociedade, que falha na oferta de serviços qualificados e de condições físicas e arquitetônicas para maior autônima dos deficientes. Escolas sem rampas e elevadores, falta de banheiros acessíveis, locais de lazer adaptados e pessoas despreparadas para receberem deficientes em hospitais e escolas são apenas alguns dos exemplos.

A invisibilidade acaba gerando outro problema, talvez pior do que a restrição da autonomia: o preconceito. Por isso, o tema deste artigo é a deficiência múltipla, que é ainda menos comentada e discutida do que outros tipos de necessidades especiais. Em cursos online, você pode se aprofundar sobre o tema e ter o conhecimento e qualificação necessários para aprender a lidar com pessoas com deficiência múltipla, seja como trabalhador da área da saúde, educação, ou como cidadão que se preocupada com os cuidados do próximo.

Para isso, indicamos o curso online Deficiências Múltiplas, do Enfoque Capacitação, que têm aulas que ensina a como identificar esse tipo de necessidade especial, a como cuidar dessas pessoas e auxiliá-las em suas atividades. Mas, para que você entenda um pouco mais sobre o assunto, abordaremos aqui um pouco mais sobre o que é deficiência múltipla, suas causas e necessidades. Então, não deixe de continuar lendo. Temos muitas informações importantes para você!

Cursos relacionados que podem te interessar:

Deficiências múltiplas e as múltiplas possibilidades

Do que se trata?

Falamos rapidamente que a deficiência múltipla é a associação de uma ou mais deficiências simultaneamente, sejam elas intelectuais, físicas, distúrbios neurológicos, emocionais, linguagem e desenvolvimento educacional, vocacional, social e emocional. É uma condição que acarreta atrasos no desenvolvimento global e na capacidade adaptativa do indivíduo em maior ou menor intensidade. Um exemplo são pessoas que são deficientes físicas e também intelectuais.

 As causas podem ser variadas. As deficiências simultâneas podem ter origens pré-natais, serem resultados de uma má-formação congênita ou podem ter causas em infecções virais. A rubéola é um exemplo de infecção que pode causar a deficiência múltipla no bebê. No entanto, felizmente, a doença foi eliminada do país. 

Outras enfermidades, como as sexualmente transmissíveis, podem levar a deficiência múltipla em indivíduos adultos. Entre os fatores podemos destacar ainda a paralisia cerebral. Ela pode acarretar a deficiência intelectual e limitar os movimentos, comprometendo a postura e a mobilidade.

Agora que já falamos sobre o que é deficiencia multipla, outra informação importante para quem quer conhecer melhor o assunto antes de partir para os cursos EAD, é a definição dos quatro tipos principais de deficiência únicas. Com isso em mente, será mais fácil compreender a classificação dos tipos de deficiências múltiplas que normalmente é feita pelos pesquisadores do tema.

curso online Deficiências Múltiplas Visual: A deficiência visual abrange pessoas cegas e com visão reduzida. A cegueira parcial ou profissional é considerada quando a acuidade  visual é inferior a 20/400, ou seja, o olho normal enxergaria a 400 pés de distância, o que o considerado deficiente enxerga à 20 pés. Quando não  há nenhuma percepção da luz, é considerada total deficiência visual, ou cegueira total.

curso online Deficiências Múltiplas

 Física: São complicações que levam à limitação da mobilidade e da coordenação geral, podendo também afetar a fala, em diferentes graus. As  causas variam desde lesões neurológicas e neuromusculares, má formação congênita, até condições como hidrocefalia, acúmulo de líquido na      caixa craniana, ou paralisia cerebral. Entre os principais tipos de deficiência física, estão a paraplegia, perda total das funções motoras dos membros inferiores; tetraplegias, perda total da função motora dos quatro membros e hemiplegia, perda total das funções motoras de um hemisfério do corpo.

curso online Deficiências Múltiplas

 Auditiva: A deficiência auditiva é a perda parcial ou total da audição, causada por má formação - causa genética - lesão na orelha ou nas  estruturas que compõem o aparelho auditivo.Existem diferentes graus de perda auditiva, que varia de leve - entre 40 e 70 dB, a profunda, mais de 90 dB, conforme classificação Classificação BIAP (Bureau International d’Audiophonologic). Quanto mais agudo o grau de deficiência auditiva, maior a dificuldade de aquisição da língua oral.

curso online Deficiências Múltiplas Intelectual: A deficiência intelectual causa baixa produção de conhecimento, provocando no paciente uma dificuldade de aprendizagem e um  baixo nível intelectual. Entre as causas mais comuns estão os fatores de ordem genética, as complicações ocorridas ao longo da gestação,  durante o parto. É encontrada em vários graus, desde os mais leves, passando pelos moderados, até os mais graves.

Quais são os tipos de deficiências múltiplas?

A classificação dos tipos de deficiência, como fizemos acima, é importante para podermos entender com maior propriedade as associações das deficiências que irão caracterizar a deficiência múltipla. Elas também podem ser dividas em quatro grupos principais. Todos esses grupos são estudados com maior profundidade nos cursos online com certificado para que você se qualifique nessa área tão importante para setores prioritários como a saúde e educação, entre outros que atendem pessoas com deficiências múltiplas com maior freqüência que os demais.

Lembrando, que é importante que todos busquem entender melhor o assunto, visto que parcela significativa da população tem algum tipo de deficiência. Além de fazerem parte de um mercado consumidor e que demanda serviços, o conhecimento é a primeira porta que se abre para a inclusão de pessoas com deficiência e também para uma sociedade livre de preconceitos.

Os grupos são:

  • Física e psíquica: Associa a deficiência física à deficiência intelectual ou aos transtornos mentais.
  • Psíquica e sensorial: Deficiência auditiva ou visual associada à deficiência intelectual ou aos transtornos mentais. Perda visual associada ao transtorno mental.
  • Física e sensorial: Deficiência física associada à auditiva ou visual.
  • Sensorial, física e psíquica: Deficiência física associada à deficiência visual e à deficiência intelectual.
  • Deficiência física associada à deficiência auditiva e à deficiência intelectual ou à visual.

Deficiência é o termo usado para definir a ausência ou a disfunção de uma estrutura psíquica, fisiológica ou anatômica. Já a síndrome é um conjunto de sintomas ou sinais que, juntos, evidenciam uma condição particular. A síndrome de Down, por exemplo, engloba deficiência intelectual, dificuldades na comunicação, além de outras características. O transtorno, na psiquiatria, é o que provoca um desarranjo, uma desordem na área psíquica do indivíduo e pode englobar a deficiência e a síndrome.

Surdocegueira é deficiência múltipla?

A resposta correta é não. Você deve estar se perguntado: “mas surdocegueira não é a associação de surdez com cegueira? E a associação não caracteriza a deficiência múltipla?” Nesse caso, a associação não irá caracterizar a deficiência múltipla. Iremos explicar melhor.

Realmente, a deficiência múltipla é associação de deficiências. O que difere uma da outra é a manutenção de um dos sentidos: ou audição ou visão.  As pessoas com deficiência múltipla sempre terão o apoio de um dos dois sentidos, ou a audição ou a visão, mesmo que não seja de forma fidedigna

Já a pessoa que nasce com surdocegueira ou fica surdocega, irá precisa fazer uso de outros canais sensoriais, como o tato, olfato, paladar, para perceber o mundo a sua volta.

É possível prevenir a deficiência múltipla?

Em alguns casos é possível prevenir sim. Isso porque as deficiências múltiplas podem ter causas que estão relacionadas a fatores externos - doenças como a rubéola são um exemplo. Na gravidez, essa doença grave pode levar a malformação do bebê. Por isso, é recomendada a vacinação antes de engravidar. E essa é uma das dicas de prevenção: manter o cartão de vacina em dia. Além disso, é importante que a mãe se previna quanto ao uso de drogas e álcool e a ingestão de medicamentos não adequados durante a gestação. Todas essas formas de prevenção e muito mais, você irá conhecer nos cursos a distância.

Vamos nos atrever, no entanto, a ir um pouco mais adiante, no período após a gestão.Depois que o bebê nasce, é importante se atentar aos cuidados necessários no tratamento de algumas doenças como fenilcetonúria. Os cuidados com enfermidades que as crianças podem ter é uma forma de prevenir que elas desenvolvam algum tipo de deficiência.

Além disso, é preciso ter cuidado quanto ao uso de medicamentos. A medicação deve ser feita somente quando há prescrição médica. Aliás, essa é uma dica que é válida a qualquer pessoa. 

curso online Deficiências Múltiplas

Como identificar a deficiência múltipla?

As características vão variar com o grau de desenvolvimento e necessidade especial de cada pessoa. É importante ressaltar aqui que os traços que citaremos são para ajudar na identificação de deficiências associadas, principalmente em crianças, com a finalidade de promover a inclusão de pessoas com deficiência e a acessibilidade para deficientes. O objetivo não é o de estigmatizar, e sim o de contribuir para que essas pessoas recebam a ajuda necessária.

Sobre as características, os cursos EAD se aprofundam bastante nesta temática, uma vez que é importante para um educador ou profissional da saúde, por exemplo, saber identificar esses traços para poder suprir da melhor forma as necessidades de deficientes múltiplios. Então, vamos lá! 

Há algumas características que são gerais como dificuldades em dar respostas mínimas a estímulos causados por barulhos, dificuldades na comunicação e movimentos corporais involuntários.

As crianças com essa deficiência, de maneira geral, aprendem mais lentamente. Elas também tendem a esquecer mais rapidamente o que não praticam. Por isso, elas irão precisar ser instruídas de maneira mais organizada e sistematizada.

As crianças com deficiências múltiplas também precisam de alguém para mediar o seu contato com o meio em que se inserem. Você já pensou que com a qualificação que irá receber nos cursos online com certificado essa pessoa poderá ser você?

Por isso, avançando mais um pouco, falaremos sobre a inclusão de pessoas com deficiência na educação.

"É sempre bom relembrar ao ser humano que todos nós, deficientes ou não, precisamos entender que a nossa vida não é perfeita e que todos temos deficiência".

A educação e a inclusão: um retrato do país

Você sabia que a Secretaria de Educação Especial, do Ministério da Educação, tem uma cartilha que trata sobre o saber e práticas para a inclusão de pessoas com deficiência? Pois é. E esse material tem como premissa que todas as crianças são capazes de aprender. Não importando importa o grau de deficiência ou a sua severidade, absolutamente TODAS são consideradas capazes pela política de educação do país.

E quanto mais cedo são incluídas no mundo dos estudos, melhor. Isso porque, além do grau de comprometimento causado pela deficiência, a forma como cada deficiência afeta o aprendizado e o desenvolvimento da comunicação está associado aos estímulos que a pessoa recebeu ao longo da vida.

Se incluir é essencial para os deficientes múltiplos, um conceito importante é o da Educação Inclusiva. Ela tem como grande objetivo proporcionar maneiras de respeito e aprendizado mútuo para toda a sociedade em si. O resultados desse conceito mágico, quando aplicado com seriedade e comprometimento máximo nas instituições, é o desenvolvimento dos alunos com deficiências simultâneas. E o mais legal de tudo, é que não tem perdedor nessa história: os pais se sentem orgulhosos de verem e participarem da evolução de seus filhos e os profissionais ficam satisfeitos em mudar vidas.

Mas para chegar a um resultado satisfatório, algumas etapas devem ser seguidas. Para a inclusão de pessoas com deficiência, como poderá ser visto nos cursos a distância, é necessário um acompanhamento multidisciplinar, que envolva ações integradas entre educação, saúde e família.

O professor tem um papel importante nesse processo de desenvolvimento. Ele deve estar atento às limitações e necessidades de cada criança para garantir sua participação nas atividades escolares. Não basta a criança com deficiência múltipla estar na escola, ela precisa participar.

A criança com deficiência pode estudar tanto em escolas especiais como em escolas do sistema regular de ensino. Porém, o artigo Deficiência múltipla: formação de professores e processos de ensino-aprendizagem, publicado em 2015, mostra para a inclusão ocorrer de forma plena ainda são necessárias algumas modificações tanto de atitude, quanto da estrutura dos centros de educação infantil.

Em relação à acessibilidade para deficientes nas instituições, foi constato no artigo científico a necessidade de mobiliários adaptados para execução de atividades e recursos tecnológicos que favoreçam a interação, a comunicação e a aprendizagem. Também foi identificada a necessidade de formação inicial e continuada do docente para fundamentar a prática pedagógica dos alunos com deficiência.

Por isso, estamos batendo sempre na tecla desde o início deste texto: os cursos EAD são importantes ferramentas de qualificação. O Enfoque Capacitação oferece oportunidade para isso Um dos cursos a distância é específico sobre o tema: o curso online Deficiências Múltiplas. Assim, com os cursos online com certificado será possível se aperfeiçoar para ser um agente promotor de uma educação mais inclusiva.

Sobre a Educação Inclusiva, leia mais em Educação Inclusiva e Especial: O que é? Por que precisamos entender?

Os certificados do Enfoque Capacitação podem ser usados para:


Prova de Títulos em Concursos Públicos

Horas complementares para faculdades

Complemento de horas para cursos técnicos

Progressão de carreira em empresas

Turbinar seu currículo

Revolucionar sua vida profissional e acadêmica

Tecnologia a serviço da inclusão

Não há como falar de inclusão e acessibilidade para deficientes, sem citar as ferramentas disponíveis que podem auxiliar. As pessoas com necessidades especiais enfrentam inúmeras dificuldades em seus ambientes de estudo, trabalho e até mesmo lazer. Uma maneira amenizar esse quadro é através da criação de novos produtos adaptados às necessidades do portador. Como fazer isso? As tecnologias assistivas têm a resposta.  Elas permitem a criação de meios, técnicas e processos para facilitar o deslocamento e realização de atividades do cotidiano por pessoas com qualquer tipo de deficiência.

O mais interessante é que esse conhecimento também pode ser adquirido nos cursos online. E sabe o que é o melhor? É que o Enfoque Capacitação oferta essa qualificação por meio do curso online Tecnologia Assistiva.

Quer outra notícia boa? No portal, você se matricula não para um, mas para todos os cursos online. Para isso, basta investir um valor único de R$69,90 ao ano. Veja bem quanto conhecimento você poderá adquirir: além do curso online Deficiências Múltiplas e de Tecnologia Assistiva , você poderá ainda complementar a sua qualificação com outros cursos voltados para a inclusão de pessoas com deficiência. Separamos algumas sugestões para você, como:

E muito mais! Para conhecer nossos cursos que estão relacionados a inclusão de deficientes, basta acessar ao nossso portal. Outra vantagem  dos nossos cursos é que você poderá obter um certificado (opcional), escolhendo a melhor carga horária, que vai de 5 a 360 horas, em qualquer um dos cursos online.

Restou alguma dúvida sobre o que é deficiência múltipla ou sobre os nossos cursos? Queremos saber quais suas impressões sobre o assunto. Por isso, não deixe de comentar e de compartilhar esse conhecimento. E não se esqueça: a informação é o primeiro passo para a inclusão e para derrubar as barreias do preconceito. Até a próxima!

"Olhe o mundo com a coragem do cego, entenda as palavras com a atenção do surdo, fale com a mão e com os olhos, como fazem os mudos!!"

Querido Diário (Tópicos Para Uma Semana Utópica) - Cazuza