Você já pensou como a comunicação evoluiu ao longo dos tempos? De sinais de fumaça e desenhos em cavernas a e-mails e celulares – sem citar toda a evolução entre esses dois pontos. A linguagem, por sua vez, sofreu e sofre mutações e adapta-se a situações e cenários diversos – como os dialetos, os regionalismos e os meios de comunicação, por exemplo.

Os meios de comunicação evoluíram de forma impressionante: do telégrafo passamos ao telefone, que por sua vez ganhou variações, como a sua versão móvel. Os jornais hoje disputam lugar com a internet. Muita coisa, não? E olha que nem falamos sobre as formas de nos comunicarmos, pois nem sempre usamos a fala ou a escrita para isso, às vezes basta um gesto, um olhar, um aceno de cabeça e passamos a mensagem.

É muita história para contar e, principalmente, para aprender. Por isso neste artigo vamos falar um pouco sobre o curso linguagem e comunicação, do portal de cursos online Enfoque Capacitação.

Nosso curso online é dividido em módulos e traz conteúdos atualizados sobre comunicação e linguagem, seu uso, teorias e importância, seja para a vida pessoal ou profissional. Além disso, tem uma vantagem ímpar: a praticidade e flexibilidade que só os cursos a distância podem oferecer.

Continue conosco e conheça mais sobre o Curso Online Comunicação e Linguagem e sobre como ele pode fazer diferença em sua carreira profissional.

O surgimento da Comunicação Social e sua história no Brasil

Conforme vimos no início do artigo, a necessidade de comunicação fez com que a linguagem surgisse, evoluísse e fosse aprimorada ao longo do tempo. O mesmo aconteceu com os meios de comunicação – tanto para a linguagem escrita quanto para a falada.

O surgimento dos jornais, por exemplo, marcou o início da comunicação social. No Brasil, o primeiro jornal surgiu em 1808: o Correio Braziliense – que nem era escrito e produzido aqui, e sim em Londres, por Hipólito José da Costa, um refugiado político. Mas logo a seguir teríamos o nosso primeiro periódico criado todo aqui: a Gazeta do Rio de Janeiro, que era o jornal da corte portuguesa. Editada pelo Frei Tibúrcio José da Rocha, publicava comunicados do governo e outros informes sobre política internacional.

No período anterior à Independência do Brasil, os jornais começaram a se multiplicar. Apesar de ser um cenário no qual a maioria da população era analfabeta, esse meio de comunicação se tornou popular e passou a ter um caráter opinativo, influenciando significativamente sobre a opinião pública. Os jornais passaram a debater novas propostas de colonização do país e fizeram com que o povo brasileiro conhecesse novos sentimentos, como autonomia e nacionalismo.

O final do século 19 foi marcado pelo crescimento da população alfabetizada e os jornais ganhando novas formas – a litografia e a fotografia foram tecnologias que promoveram grandes mudanças nos periódicos. Correndo paralelo a esses acontecimentos, surgia o telégrafo, uma importante tecnologia na época, que fez com que a circulação de informações acelerasse significativamente. O início do século XX trouxe novas formatações aos jornais, assim como tiragens maiores e o objetivo de alcançar todos os públicos.

Cursos relacionados que podem te interessar:

O rádio e a televisão

Nessa mesma época, o rádio passou a ir para dentro dos lares brasileiros e criou um movimento de instauração de uma linguagem própria do meio de comunicação: as novelas do rádio, os relatos jornalísticos e os artistas – cantores e cantoras que se tornaram ícones.

A partir da segunda metade do século XX os televisores se tornaram populares. Iniciava-se uma nova era na comunicação. De lá pra cá muita coisa mudou e a era tecnológica e a internet trouxeram várias mudanças na forma como as pessoas se comunicam. Pode-se dizer que atualmente não há limites para as formas como nos comunicamos.

Linguagem e comunicação ganharam novas formas com o surgimento e a evolução dos meios de comunicação, por meio de imagens e da arte. Esse aspecto é estudado em cursos online com certificado do portal, como o Curso Online A Arte como Forma de Comunicação

A comunicação social e o compromisso com a informação

A comunicação social estuda a forma como funciona a relação entre os meios de comunicação em massa e a sociedade, assim como as consequências dessa interação. Entreter, informar e persuadir são algumas de suas funções.

Considerando a forte influência que tem a comunicação na sociedade contemporânea, assim como o forte apelo de formadores de opinião que a utilizam para chegar às massas, se deve ter muito cuidado com a forma como as ideias, informações e notícias são expostas. Nesse contexto, entra o discurso utilizando a linguagem correta e específica para cada situação e repassando-a de forma verdadeira e dentro dos princípios éticos.

A Comunicação Social engloba campos de atuação como o jornalismo, cinema, relações públicas e publicidade e propaganda. Portanto, qualquer interessado nesse campo ou em demais áreas afins, pode se capacitar com cursos online que tratam de linguagem e comunicação.

Seja qual for a maneira de se comunicar ou o meio utilizado, uma linguagem é necessária. Por isso um curso de linguagem é imprescindível para conhecer todos os aspectos que envolvem esse universo, como o que é linguagem, língua, fala e discurso e as teorias da comunicação, por exemplo. Esses assuntos são abordados em nosso curso online sobre comunicação e linguagem e nossos próximos tópicos.

Linguagem, Língua, Fala e Discurso

Esses quatro elementos são conceitos básicos da linguística. A linguagem é uma forma ampla de comunicação, subsidiada pela língua, fala e discurso. De forma simples, vamos conceituar cada um deles.

  • Linguagem: tem o objetivo de promover a comunicação entre as pessoas e se refere a qualquer tipo de meio usado para a comunicação, como símbolos, sons, sinais, gestos etc.

  • Língua: conjunto de elementos (gestos e sons) organizados de forma a possibilitar a comunicação. É o que delimita uma comunidade linguística e ajuda a desenvolver a linguagem. A língua se manifesta de forma oral ou por gestos, como a Língua Brasileira de Sinais.

  • Fala: capacidade (ou uso da) que se tem para emitir sons seguindo algum tipo de padrão.

  • Discurso: explanação sistemática a respeito de determinado assunto, que tem por objetivo influenciar no raciocínio e nos sentimentos de quem ouve ou lê.

O discurso tem uma função importante na comunicação, principalmente no campo profissional, pois junto com a linguagem corporal, pode tornar a comunicação efetiva ou não. Um médico, por exemplo, não quer preocupar seu paciente por não ter certeza sobre a enfermidade. Ele fala de forma a tentar deixar o paciente tranquilo, mas agita as mãos e não mantém a voz firme, dando sinais de nervosismo. Dificilmente ele convencerá o seu paciente de que não há com o que se preocupar.

Por isso, a linguagem e comunicação são temas a ser estudados sempre, seja por quem tenha interesse apenas em conhecer mais sobre o assunto ou por profissionais de qualquer área de atuação. Vive-se em uma época em que a informação e o conhecimento são vitais para nossa formação, e qualificar-se com um curso linguagem e comunicação é vital para se preparar para o mercado de trabalho.

Nosso portal tem uma variedade de cursos a distância que trazem um conteúdo rico em conceitos, fundamentos e técnicas para que o aprendizado sobre comunicação e linguagem seja bem aprofundado.

Além do curso de linguagem, há vários cursos online com certificado que abordam as diversas interfaces da comunicação, como a comunicação empresarial, comunicação social e comunicação escrita, entre outros.

As Teorias da Comunicação

Outro tópico bastante interessante tratado em nosso curso de linguagem diz respeito às diversas teorias da comunicação – uma sucessão de estudos que surgiram ao longo do tempo a respeito da comunicação social, abrangendo sociologia, psicologia e filosofia (dependendo da área estudada e do tipo de abordagem).  

O objetivo das teorias é estudar o desenvolvimento e a aplicação da comunicação social de forma ampla, contemplando seus aspectos econômicos, sociais, tecnológicos e políticos. O marco do surgimento desses estudos foi quando as políticas totalitárias europeias começaram a usar a Comunicação em Massa. Veja a seguir quais são as teorias.

Teoria Hipodérmica

Considerava que as pessoas fossem idênticas e presumia que a informação chegasse a todos da mesma forma. Simplista, não considerava os aspectos individualizados de quem recebia a informação, como a sua capacidade de escolher o que queria absorver. A partir de então, se percebeu que deveria haver um processo de seleção das informações, bem como a divulgação valorizando o conteúdo, pois só dessa forma se conseguiria causar efeito no receptor.

Modelo de Lasswell

Criado pelo cientista político Harold Lasswell, este modelo foi baseado na teoria hipodérmica. A teoria apontava as falhas da anterior e indicava cinco pontos que considerava cruciais para que a mensagem midiática fosse compreendida corretamente: “Quem?”; “Diz o quê?”; “Através de que canal?”; “A quem?”; “Com que efeito?”. Respondidas essas perguntas, a mensagem era considerada completa e clara.

Curso linguagem e comunicação

Teoria da Persuasão

Essa teoria se baseou em aspectos psicológicos e defendia que o indivíduo não assimilava de imediato a mensagem que a mídia enviava, que isso dependia de vários aspectos individuais. Diferentemente da hipodérmica, ela não visava dominação ou manipulação, mas sim “persuasão”, pois acreditava que as pessoas se interessavam por informações de seu contexto político e sociocultural.

Teoria Empírica de Campo

Também chamada de Teoria de Efeitos Ilimitados, baseava-se na teoria de persuasão e seus fundamentos eram de aspectos sociológicos. Defendia que a mídia exercia influência social de forma limitada, assim como a política, igreja, escola etc. Acreditava que antes de ser absorvida, a mídia passava por vários filtros individuais e que esses filtros seriam de caráter sociológico.

Note o quanto a comunicação e linguagem tiveram variações de acordo com a abordagem de cada teoria. Mas ainda não acabou, há ainda outras teorias que mostraremos aqui e que são aprofundadas em nosso Curso Online Comunicação e Linguagem

Teoria Funcionalista

Logo após a Empírica de Campo, surgiu a teoria funcionalista. Ela estudava o papel que a mídia representava na sociedade e não somente seus efeitos. As pessoas deixaram de ser analisadas pelo seu comportamento apenas e os estudos passaram a abordar a sua ação social – valores e modelos que eram adquiridos por elas em comunidade.

Teoria Crítica

Essa teoria passou a olhar a mídia como um instrumento de influência social capitalista. Era baseada em teorias marxistas e agia por meio de repetição, fazendo surgir a reprodução técnica da arte como um produto de consumo em massa. Foi criada na década de 60 e foi dela que surgiu a ideia de que a mídia era veículo para “alienação das massas”.

Teoria Culturológica

Essa teoria defendia que não havia uma padronização cultural produzida pela mídia e sim, uma já existente na sociedade. Segundo a teoria, essa padronização se formava pelas características humanísticas, nacionais e religiosas e a cultura em massa não seria autônoma, e sim fruto de vários aspectos particulares a cada segmento social.

A teoria culturológica marcou o fim da primeira fase das teorias. A segunda fase inclui teorias mais recentes, que também são questões tratadas em nosso curso linguagem e comunicação

Antes de irmos para a segunda fase das teorias, queremos lhe deixar duas dicas de excelentes cursos a distância de nosso portal, relacionados ao tema deste artigo e que incrementarão as teorias, uma vez que elas norteiam o trabalho de quem atua com a veiculação de notícias e informações: o Curso Online Jornalismo na atualidade e o Curso Online Comunicação Social.

Os certificados do Enfoque Capacitação podem ser usados para:


Prova de Títulos em Concursos Públicos

Horas complementares para faculdades

Complemento de horas para cursos técnicos

Progressão de carreira em empresas

Turbinar seu currículo

Revolucionar sua vida profissional e acadêmica

Teoria do Agendamento, Gatekeeper e Newsmaking

- Teoria do agendamento (agenda setting) – trata da capacidade dos meios de comunicação em enfatizar determinados temas, sugerindo sobre o que será assunto nas conversas das pessoas. A teoria não defende que seja um método de persuasão, mesmo assim ela tende a pautar a agenda de notícias dos indivíduos, pois defende que quem consome a notícia considera mais importante o que está veiculado.

- Gatekeeper – estuda o que leva uma notícia ser ou não divulgada na mídia, como confiabilidade, relevância, influência e contexto político-social etc. Ou seja, ela passa por diversos “gates” até que seja publicada.

- Newsmaking – funciona como o gatekeeper, mas de forma mais minuciosa no trabalho que se faz com as informações (seleção, fontes, relevância etc) e em sua transformação em notícia.

É importante salientar que as teorias da comunicação estão sempre em desenvolvimento, uma vez que seus estudos estão atrelados à evolução e ao progresso das tecnologias nos meios de comunicação.  Nesse contexto, a linguagem também se altera ao ser adaptada aos meios que a utilizam. Percebe-se também a importância do discurso, que, segundo o que vimos mais acima, é o elemento que influencia no “pensar” e “sentir” do indivíduo.

Assim como as teorias e as tecnologias, você também deve estar em constante desenvolvimento. O aprendizado contínuo e a ampliação de sua visão acerca de conhecimentos na sua e em outras áreas só somam em seu currículo. Seja qual for o curso online de nosso portal que você faça, no campo da comunicação ou em outro, você estará se qualificando e aprimorando os saberes, e certamente, trilhando um caminho de sucesso profissional.

Curso Linguagem e Comunicação do Enfoque Capacitação

O Curso Online Comunicação e Linguagem tem, além dos tópicos tratados aqui, várias outras abordagens. É um curso completo, criado e atualizado por um departamento de pedagogia que está sempre antenado às novidades na área.

Além dele, o Enfoque Capacitação tem uma diversidade de cursos online com certificado, já atestados por mais de 160 mil alunos que por aqui passaram. Faça como eles e comece a se qualificar agora mesmo. Por uma taxa única de R$ 69,90 – e sem mensalidades - você tem acesso durante um ano a todos os cursos online do Pacote Master, e pode se qualificar em todos eles.

Faça a sua inscrição agora mesmo e compartilhe com seus amigos todos esses benefícios que só o melhor portal de ensino a distância oferece. Deixe também a sua opinião ou tire eventuais dúvidas que possa ter. Até breve!