Já pensou o quanto um mapa pode expressar e levar a diversas percepções? Ao analisar os símbolos presentes nesse documento, dá para chegar a muitas conclusões e até mudar realidades. A relevância é tão grande que existe uma área direcionada para o estudo dos mapas: a cartografia. A definição de direção, orientação, mapeamento, escala, entre muitos outros recursos, são alguns objetos dessa ciência essencial para praticamente todos os ramos. Não é à toa que o curso de cartografia está presente no cronograma de matérias como engenharia, arquitetura, sociologia, geografia, história, entre outras.

Nesse contexto, a especialização por meio do Curso Online Introdução à Cartografia, do Enfoque Capacitação, é válida tanto para estudantes, profissionais e educadores dessas áreas quanto interessados em aprimorar seus conhecimentos acerca do estudo dos mapas e demais documentos cartográficos. Além disso, pouca gente nota, mas a interpretação dos elementos e imagens dipostos nos mapas também está presente em todas as avaliações importantes, sejam de concursos públicos, ENEM e vestibulares. Logo, quem busca se aprimorar sempre terá destaque e poderá se dar bem nessas provas e em inúmeros outros objetivos.

Neste artigo, vamos abordar algumas noções básicas de cartografia e te mostrar o quanto os cursos online podem lhe ajudar a se capacitar, atualizar e aperfeiçoar nesse campo tão vasto. Acompanhe o texto, anote nossas dicas e não deixe de aproveitar as vantagens dos cursos a distância para sua formação.

Cartografia e o mercado de trabalho

Antes de começarmos nossa introdução à cartografia, é interessante destacar a necessidade de muitos profissionais em compreender seus principais aspectos. Para se ter ideia, essa ciência é essencial para:

  • Engenheiros cartográfos: são os especialistas que trabalham com o levantamento de dados geográficos, análise e ocorrência de fenômenos que acontecem na superfície terrestre, além de elaborar diversos tipos de mapas, plantas e cartas. Além disso, a cartografia também é importante para outras engenharias, como a civil, sendo importante lembrar que, para trabalhar nessa área, os profissionais devem ter curso superior. O campo de atuação pode ser em áreas rurais, em mapeamento das áreas, consultoria, bem como pelo serviço público – prestando concursos para trabalhar em diversos órgãos.
     
  • Geógrafos: graduados em geografia também devem entender detalhadamente o que é cartografia. Eles são habilitados para atuar nesse ramo, com a avaliação de aspectos físico-sociais e fenômenos ligados à vegetação, hidrografia, relevo, economia, entre outros fatores de uma região. Caso seja associado ao CREA (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia), ainda há a possibilidade de elaborar pareceres técnicos e participar de concursos ligados à cartografia e seus conceitos.
     
  • Professores: tanto os professores de geografia - aqueles que têm licenciatura na matéria - quanto educadores de áreas correlatas – como história e sociologia – podem se qualificar e ter noções básicas de cartografia para utilizar em sala de aula. A educação por meio da simbologia, desenho, interpretação e aprendizado com os mapas são fundamentais para um ensino dinâmico e primoroso.
     
  • Arquitetos, sociólogos e economistas: a elaboração e o estudo dos mapas pode até ser específica dos engenheiros e geógrafos, mas elucidar seus recursos e características também é importante para esses três profissionais. O aprendizado pode ser realizado tanto como matéria na graduação quanto com cursos online com certificado, que apresentam pontos aprofundados e inerentes para a capacitação na área.
     
  • Topógrafos: a cartografia tem presença primordial no trabalho dos topógrafos. Ela serve como base e complemento para a análise e representação de relevos e seus referentes. Portanto, quem pretende se especializar em topografia ou geodésia precisa, obrigatoriamente, complementar os estudos e se atualizar em cartografia com boas fontes e materiais, como um curso online relativo aos parâmetros dessa ciência.

No mais, profissionais de diversos campos que estão interessados em incrementar seus conhecimentos podem conhecer as noções básicas de cartografia. Saiba o porquê entendendo a história dessa área e alguns conceitos peculiares da matéria.

Cursos relacionados que podem te interessar:

História da Cartografia

Desde os tempos remotos, o homem notou que era necessário se orientar por meio dos recursos que o ambiente propiciava. Se a caverna era um local seguro para morar, o rio tinha a água para beber e na floresta viviam os animais e as plantas para alimentação, logo se tornou essencial criar uma noção de orientação e localização para seu cotidiano e sobrevivência. A exploração tanto da área em que vivia quanto de pontos mais distantes dependia desses conceitos, que foram se moldando conforme sua evolução.

Com o surgimento das primeiras civilizações, diversos pontos ligados à cartografia foram ganhando forma, com base na própria natureza. Por meio de árvores, rios, montanhas e demais recursos, muitos povos formaram seu território, passaram a conhecê-lo, demarcá-lo e começaram a se instalar em novas terras, deixando de ser nômades.

Para se ter ideia, o primeiro registro cartográfico da história data de 2300 a.c., por meio de uma representação do Rio Eufrates feito pelos sumérios, povos que viviam no atual Oriente Médio. Mais tarde, os egípcios começaram a registrar trilhas e paisagens locais em pergaminhos e objetos, hábito que foi se moldando antes mesmo do surgimento da escrita. Já na Grécia, cerca de 500 a.c., Hecateu de Mileto produziu o primeiro desenho que representava a terra, enquanto na China os registros eram necessários para delimitação de território.

Assim, os primeiros mapas e cartas surgiram com o objetivo de organização social - para que o governo dos impérios pudesse cobrar impostos de acordo com a região -, para a identificação de rotas militares e navegação, além do registro de informações referentes a todo espaço geográfico.

Com o advento das grandes navegações, o uso da cartografia foi aprimorado. Os mapas eram as únicas fontes de orientação para muitas nações europeias e asiáticas, e esse conhecimento foi incrementado com a descoberta de novos continentes e influência dos ramos científico e artístico. Esses documentos também eram essenciais em períodos de guerra e exploração de novas terras, em estratégias variadas, levantamentos e toda a visão de espaço/mundo.

Até chegar ao status atual, a cartografia passou por inúmeras evoluções. Hoje em dia, está cada vez mais moderna e com novas perspectivas, se moldando à tecnologia e se estabelecendo como uma ciência. Já destacamos algumas áreas em que ela é primordial, mas é bom falar também de suas referências para campos da arte, matemática, geometria, astronomia, entre outros. Ou seja: nossa formação de sociedade só foi possível com a cartografia e seus conceitos, que ainda serão muito aprimorados.

Segundo a Associação Cartográfica Internacional (ACI), a definição de cartografia é o "conjunto de estudos e operações científicas, técnicas e artísticas que, tendo por base o resultado de observações diretas ou da análise da documentação, se voltam para a elaboração de mapas, cartas e outras formas de expressão e representação de objetos, fenômenos e ambientes físicos e socioeconômicos, bem como sua utilização".

Agora que você já sabe como surgiu e o que é cartografia, vamos destacar alguns aspectos dessa matéria. A base é nosso curso de cartografia, uma opção preparada para um estudo excelente e que conta com toda a qualidade, flexibilidade e praticidade que só um bom curso online pode oferecer.

Localização na superfície da Terra

Por muito tempo os estudos cartográficos são direcionados à estrutura do planeta em que vivemos e suas nuances, buscando conclusões racionais e concretas acerca de sua forma, bem como outras peculiaridades. Desde então, a definição da Terra se dá por geoide, ou seja, ela tem uma superfície irregular – e não redonda como muita gente pensa.

Na geografia, uma superfície geoidal possui características complexas. Segundo o manual de cartografia do IBGE, é uma "superfície equipotencial do campo da gravidade, ou seja, sobre essa superfície o potencial do campo da gravidade é constante, coincidindo, portanto, com uma superfície de equilíbrio de massas d’água".

Para chegar a esse formato, estudiosos usaram cálculos relativos a distâncias, ângulos, áreas, coordenadas geográficas, bem como a elipsoide de revolução, um campo de referência com linhas matemáticas exatamente definidas. A partir daí, a estimativa é que a geoide apresenta formato levemente irregular e ondulatório, como mostra a imagem:

curso de cartografia

Bastante curioso, não acha? Obviamente, com essa definição foi possível padronizar muitos conceitos referentes à cartografia. Em complemento com a geodésia, ciência que estuda a dimensão e localização da Terra, a área evoluiu bastante e ainda pode atingir novos parâmetros. É para isso que existem os estudos, testes e pesquisas realizados pelos especialistas.

Convenções cartográficas

A parte de convenções cartográficas é destaque do Curso Online Introdução à Cartografia e de muitos cursos a distância ligados à geografia, justamente porque é um dos primeiros métodos presentes no estudo dessa área. Sendo assim, trata-se do conjunto de símbolos próprios para a interpretação dos mapas. Para que seja identificado e compreendido internacionalmente, esse documento precisa conter figuras, hachuras, cores, linhas ou desenhos reproduzidos e dispostos lealmente de acordo com normas da cartografia. Um exemplo são os rios e outros elementos hidrográficos sempre na cor azul.

Na introdução à cartografia e em muitos cursos online com certificado relativos você conhece todos esses códigos e aprende a diferenciá-los. Assim, pode interpretar todos os tipos de mapas e demais documentos cartográficos: cartas, globo, atlas, plantas, croquis, entre outros.

Entendendo os Mapas (atributos, escalas e resoluções)

Embora a cartografia tenha inúmeros padrões (que acabamos de citar no tópico anterior), os mapas são os mais conhecidos e utilizados em larga escala para inúmeras representações e finalidades. Você sabia que existem variáveis que mudam de acordo com seu tipo, assim como atributos bem particulares de uma versão para outra? Pois é.

Segundo o INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), mapa é a "representação gráfica (comumente sobre uma superfície plana) da organização espacial de qualquer parte do universo físico em qualquer escala, que simboliza uma variedade de informações, tanto estáticas quanto dinâmicas".

Já o IBGE classifica os mapas como representações planas com diferentes escalas (sendo a pequena a mais comum), responsáveis por delimitar acidentes naturais – bacias, chapadas, planaltos -, para fins temáticos, culturais e ilustrativos, além da análise qualitativa e quantitativa genérica a respeito de um estudo ou pesquisa, para planejamento e tomada de decisão.

O mapa apresenta levantamentos precisos e menos detalhes que as cartas, porém pode ser associado a esse outro documento. Já a classificação se dá por algumas vertentes: geral, especial ou temático. No primeiro caso, podemos citar os mapas populares, que mostram um país, uma região e até o mapa mundi em si. Um mapa especial, por sua vez, representa dados e fenômenos típicos e particulares, como uma carta náutica.

Por fim, o mapa temático varia quanto à figura cartográfica, a escala e o conteúdo. Exemplos: cartogramas, mapas de conjunto, mapa de referência, mapa sintético. Esses tipos são mais específicos para quem atua nesse ramo e precisa saber claramente essas diferenças. Então, se você é estudante ou precisa se aperfeiçoar, é bom fazer um curso de cartografia – como os cursos online com certificado do Enfoque Capacitação.

curso de cartografia

Generalização cartográfica, seleção e abstração

Se a representação dos mapas depende de normas e convenções, um método exato de garantir essa reprodução é a generalização cartográfica. Levar a realidade para o papel ou um sistema gráfico demanda muito conhecimento tanto da escala quanto do objetivo do mapa. Tanto os níveis de seleção quanto abstração devem fazer parte desse processo.

A generalização, conceituada como a simplificação da forma geométrica de todos os objetos e feições da superfície, tem como objetivo principal a percepção total e transmissão da realidade presente no documento. Os cartógrafos têm um trabalho árduo e precisam fazer um amplo estudo da simbologia e dos elementos que estarão disponíveis no mapa. Por isso, precisam considerar alguns termos:

  • Seleção dos dados e informações de acordo com o propósito do mapa;

  • Redução da complexidade para fácil percepção;

  • Manter os elementos consistentes de acordo com a escala e objetivos do mapa;

  • Garantir a legibilidade e clareza gráfica do documento.

Para uma generalização cartográfica perfeita, o estudo deve incluir a função do mapa, a área geográfica que será mapeada, o público alvo e as escalas original e final – forma, orientação e posição. Não é à toa que esse procedimento deve ser feito de modo técnico, com o auxílio de muitas análises e por profissionais capacitados.

Entender o que é cartografia parece complexo para os leigos, mas pode ter certeza que, com um bom curso online, você conta com muitas referências e macetes que podem ser comparados com ações do dia a dia. Assim, percebe-se que as noções básicas de cartografia são primordiais para inúmeros ramos e parâmetros do cotidiano.

Os certificados do Enfoque Capacitação podem ser usados para:


Prova de Títulos em Concursos Públicos

Horas complementares para faculdades

Complemento de horas para cursos técnicos

Progressão de carreira em empresas

Turbinar seu currículo

Revolucionar sua vida profissional e acadêmica

Curso de Cartografia: importância para a qualificação

Exaltamos o fato de a cartografia estar no campo de trabalho de muitas profissões e como ela é importante para a formação de nossa sociedade. Nessa introdução à cartografia, você conheceu alguns aspectos gerais que são detalhados em muitas fontes, de livros e artigos de especialistas a cursos online.

O Curso Online Introdução à Cartografia, do Enfoque Capacitação, é um ótimo exemplo, montado com um conteúdo preparado e atualizado por uma equipe pedagógica dedicada. Esse curso de cartografia pode ser acessado em um ambiente virtual de aprendizagem moderno e dinâmico, com toda a versatilidade, praticidade, segurança e conforto.

Melhor que essa vantagem é ter acesso livre a todos os cursos a distância do Pacote Master ao se matricular em nosso portal, investindo apenas uma taxa única de R$ 69,90, sem mensalidades. Além disso, ainda há a certificação opcional em cargas horárias de 5 a 360 horas. Caso seja seu desejo, você realiza uma avaliação para conquistar seu certificado (digital ou impresso) e pode utilizá-lo em diversos objetivos profissionais e pessoais. Propostas incríveis, não acha?

Esses benefícios você não encontra em qualquer lugar. Então, aproveite e faça sua inscrição no Enfoque Capacitação agora para estudar com os melhores cursos online do mercado. Se tiver dúvidas, deixe um comentário. Boa sorte e até mais.